VÍDEO: Deputado federal gera revolta ao pedir ‘vaia’ contra PM no carnaval da Bahia

Mulher é o primeiro caso suspeito do novo coronavírus em Pernambuco
26 de fevereiro de 2020
Bloco do Sport
26 de fevereiro de 2020

O cantor e deputado Igor Kannário, que participava de uma apresentação no Carnaval da Bahia, pediu ‘vaia’ para a Polícia Militar.

O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (24), quando comandava o bloco ‘pipoca’ no Campo Grande.

Enquanto cantava, Kannário viu uma ação da PM para desmontar uma roda de briga em meio aos foliões.

De imediato, ele disse:

“Peço à imprensa, filma isso aí. Isso é abuso de poder, abuso de autoridade. Quero uma vaia para a Polícia Militar da Bahia”, afirmou.

Kannário não parou por aí.

“Agressores, agressores! Venha me bater aqui em cima. Quero ver”!, continuou ele.

E completou:

“Venha me bater aqui em cima, seu bunda mole”, possivelmente se dirigindo a algum policial em específico.

Repercussão

O vídeo que mostra as declarações de Kannário rapidamente viralizou na Internet.

No Twitter, internautas realizaram tuitaço contra o músico e deputado.

Para Igor Guedes, professor de História, “chamar [a PM] de ‘bunda mole’, do alto de um trio elétrico, colocando a população contra os policiais é uma canalhice!”

Ele ainda frisou que a “polícia da Bahia é a que trabalha com as maiores animosidades no Carnaval”.

Já Airton Moraes, outro internauta, questionou as implicações em torno do cargo exercido como deputado.

“Ele pode cantar qualquer coisa em cima do trio elétrico? E a tal liturgia do cargo?”, escreveu.

Autoridades comentam o caso

O deputado federal Eduardo Bolsonaro usou as redes sociais para comentar as declarações de Kannário.

“E pensar que esse vagabundo que com o microfone é um deputado federal, Igor Kannario (DEM-BA). No mínimo o governador ao lado do Comandante Geral da PM da Bahia deveriam fazer um repúdio público a isso. E ainda há quem vá curtir um bloco de um cara desse”, escreveu.

A major Fabiana, que também é deputada, expressou repúdio e classificou a fala como ‘incitação criminosa’

“Meu total repúdio à incitação criminosa que o Igor Kannário fez contra à honrada Polícia Militar da Bahia. Se um Deputado Federal não é capaz de respeitar as instituições, imagina a população que votou nele e o vê como exemplo. Lamentável!”, disse.

A resposta de Kannário

A assessoria de Igor Kannário emitiu uma nota para a imprensa dizendo que ‘não irá se calar quando excessos forem cometidos’.

Leia a nota na íntegra:

“O deputado federal Igor Kannário vem a público esclarecer os fatos ocorridos nesta segunda-feira (24) durante a passagem da pipoca do cantor pelo circuito Osmar (Campo Grande). Kannário informa que, ao observar um tratamento agressivo de alguns policiais militares contra foliões, solicitou uma abordagem adequada dos profissionais. O deputado ressalta seu respeito e admiração pela instituição Polícia Militar, que tanto se dedica diariamente aos baianos. Contudo, Kannário enfatiza que não irá se calar quando excessos forem cometidos, como ocorreu nesta segunda. O parlamentar baiano frisa, ainda, que este foi um caso pontual da atuação da PM durante a passagem da pipoca do Kannário pelo Campo Grande. Inclusive, no início do desfile, o cantor pediu aplausos para a PM e para os policiais que estão trabalhando arduamente neste Carnaval. Destaca também que sua pipoca foi, mais uma vez, um grande sucesso de público, com uma linda festa no circuito Osmar, marcada pela paz e pela diversão dos foliões. Mantenho meu imenso respeito pela Polícia Militar, valorosa instituição que tanto orgulha a Bahia. Mas ressalto que não vou me calar diante dos excessos, ainda mais contra a minha pipoca, que saiu das favelas para fazer uma festa linda na Avenida. Sou um político que tenho lado, e meu lado é o povo”.

Assista ao vídeo!

Fonte – https://conexaopolitica.com.br/ultimas/deputado-federal-gera-revolta-ao-pedir-vaia-contra-pm-no-carnaval-da-bahia/?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter&utm_campaign=deputado-federal-gera-revolta-ao-pedir-vaia-contra-pm-no-carnaval-da-bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *