Pais precisam controlar o consumo de açúcar das crianças
25 de novembro de 2019
Se Congresso aprovar prisão em segunda instância, Lula volta para a cadeia?
25 de novembro de 2019

Todo mês é sempre a mesma coisa. Dias antes da chegada da menstruação você já começa a ter alterações de humor, cólica, dor de cabeça, cansaço, seios doloridos e inchaço. É a TPM batendo a porta e dizendo que o seu período menstrual está prestes a começar. Mas você sabe prever exatamente quando ela vai chegar ou é sempre pega de surpresa? A tensão pré-menstrual varia de mulher para mulher, inclusive a intensidade e quantidade de dias de duração. Ou seja, em algumas pessoas ela se manifesta 10 dias da menstruação, já em outras apenas no dia anterior ao da menstruação. Para você saber como identificar quando começa e termina a TPM e saber o que acontece no seu corpo durante esse período do seu ciclo menstrual, confira a matéria abaixo!

Quando começa e quando termina a TPM 

A TPM, como é conhecida a tensão pré-menstrual, não tem um tempo certo para acontecer, mas seus sintomas começam a aparecer entre 10 a 5 dias antes da chegada da menstruação. Não existe um padrão de como ela se manifesta, isso depende muito de cada pessoa, mas no geral, o período é marcado por sintomas tanto físicos quanto emocionais como: mudanças de humor, irritabilidade, falta de paciência, ansiedade sensibilidade, inchaço, acne no rosto, preguiça, mamas doloridas, entre outros. Todos esses sintomas costumam ir embora assim que a menstruação chega, acabando com a TPM e dando início a um novo ciclo menstrual. Sendo assim, a tensão pré-menstrual não tem um tempo certo para começar, mas sempre termina no primeiro dia do período menstrual. Se mesmo menstruada os sintomas não irem embora, já não é considerado mais um quadro de TPM e, dependendo dos sintomas, pode ser sinal de alguma outra doença. 

A TPM é causada pela queda do estrogênio e aumento da progesterona

A TPM é um processo natural que acontece na última fase do ciclo menstrual, quando os níveis de estrogênio já estão caindo e a progesterona está em alta. Aliás, é a progesterona que causa sintomas como retenção de líquido e inchaço. Já a queda do estrogênio é responsável pelos baixos níveis de serotonina, causando mudanças de humor, ansiedade e irritabilidade. A serotonina é uma substância conhecida como o hormônio da felicidade, por conta dos efeitos que ela tem no organismo.  Ela é quem traz sensação bem estar, regula o sono e é fundamental para o bom funcionamento da memória e da atenção. 

Saiba como amenizar os sintomas da TPM

A TPM não tem uma cura, mas é possível minimizar os sintomas e passar por essa fase mais tranquila. Uma boa dica é fazer exercícios físicos ou qualquer outra atividade que te dê prazer. Isso ajuda a estimular a produção de endorfina e a se sentir menos desanimada. Aliás, aquele chocolate (de preferência amargo) tão desejado está mais que liberado, pois é comprovado que ele ajuda a reduzir os sintomas da TPM, pelo menos momentaneamente.  Mas cuidado para não exagerar, a gordura e o açúcar podem acabar piorando os quadros de acne! E não se esqueça de parar um pouco quando se sentir estressada ou ansiosa. Reserve um tempo para você. 

TPM: saiba quais são os alimentos que aliviam os sintomas da tensão pré-menstrual

  • Oleaginosas: castanhas, amêndoas, etc;
  • Grãos integrais;
  • Peixe: salmão e atum;
  • Sementes de girassol e de chia;
  • Frutas: abacaxi, abacate, framboesa, figo. 

O que é TDPM: saiba mais sobre o transtorno disfórico pré-menstrual

O transtorno disfórico pré-menstrual é um caso mais intenso de TPM que compromete e muito a qualidade de vida da mulher nos dias que antecedem a menstruação. Ele costuma ser mais raro e o diagnóstico costuma ser bem difícil, justamente porque a condição não é muito conhecida. Ela não tem cura, assim como a TPM, mas precisa de um acompanhamento médico e até mesmo psiquiátrico, já que as mulheres que têm a condição podem apresentar tristeza, isolamento social e até mesmo depressão. As causas da TDPM não são tão bem definidas, mas histórico familiar, ou pessoas que já enfrentam problemas como depressão, estresse e traumas estão mais propensas a desenvolver o transtorno. 

Por isso, é super importante relatar ao seu ginecologista os sintomas que antecedem a sua menstruação. Ele é o profissional capacitado a diagnosticar e indicar o melhor tratamento ou especialista para o seu caso.

Fonte – https://www.sodelas.com.br/noticia/tpm-quando-comeca-e-quando-termina  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *