TPM: O QUE É, QUANDO ACONTECE E QUAIS SÃO SEUS PRINCIPAIS SINTOMAS DA TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL

Reportagem com Ademir Galeno em Bom Jardim-PE
6 de fevereiro de 2019
Cãibra muscular: tem como evitar?
7 de fevereiro de 2019

TPM significa Tensão Pré-Menstrual, que é o período que antecede a menstruação e causa diversos sintomas físicos e psicológicos na mulher. Mas, afinal, por que esses sinais aparecem? Todas as alterações acontecem devido a flutuações hormonais durante o ciclo menstrual. “Quando a mulher menstrua, os hormônios estão em níveis baixos, da menstruação até o meio do ciclo eles se elevam, o que pode deixar a mulher irritadiça”, explica o ginecologista Alessandra Scapinelli. A efeitos da TPM podem continuar até o terceiro ou quarto dia após a menstruação. Entenda como esse processo acontece no corpo feminino!


Quando a TPM acontece

O ciclo menstrual considerado regular tem de 21 a 35 dias de duração, mas 28 dias é a média indicada pelos médicos. Durante esse tempo, o corpo feminino passa por diversas alterações hormonais e fases reprodutivas, lembrando que o ciclo começa no primeiro dia da menstruação. Nos primeiros 14 dias ocorre a ovulação, período em que há o pico de fertilidade da mulher. Os níveis de estrogênio se elevam e, com isso, é possível sentir uma sensação de bem-estar e boa autoestima.

Após esse período, digamos que do 15° para frente, o estrogênio começa a cair e a taxa da progesterona aumenta. Quando essa alteração é muito brusca, começam a aparecer os clássicos sintomas da TPM: ansiedade, inchaços, mudanças de humor, cólicas, entre outros. Passados esse período de, em média, duas semanas, o endométrio (parede do útero que protege o embrião) começa a descamar, já que não houve fecundação (gravidez), e com isso acontece outra queda hormonal até serem normalizados com o início da menstruação. Devido a esse curto espaço de tempo para os hormônios se adaptarem, para algumas mulheres os sintomas da Tensão Pré-Menstrual podem ficar ainda mais intensos durante o período menstrual.  

Os principais sintomas da Tensão Pré-Menstrual

Nem todas as mulheres sentem os mesmos efeitos da TPM. No entanto, os principais são caracterizados por alterações do humor e do apetite, dor de cabeça, cansaço exacerbado, irritabilidade, baixa autoestima, sensibilidade, inchaço das mamas e região abdominal, entre outros. As sensações podem ser tão variadas, que atualmente muitos médicos dividem a Tensão Pré-Menstrual em grupos, classificamos como:

Tipo A: Ansiedade é o principal sintoma do tipo A, além de alterações do humor, irritabilidade, tensão e dificuldade para dormir. Normalmente isto acontece devido à queda do estrogênio – o hormônio que ajuda a controlar o estresse – e o aumento da adrenalina e cortisol.


Tipo C: Os sintomas do tipo C fazem referência à compulsão alimentar, por isso, podemos citar os desejos por doces em excesso ou comidas mais gordurosas.

Tipo D: A TPM tipo D agrupa os sintomas “depressivos” como mudança de humor drástica, baixa autoestima, dificuldade de concentração e irritabilidade sem razão.

Tipo H: Relacionado à hidratação, aqui encontra-se sintomas como sensibilidade nas mamas, retenção líquida e ganho de peso por conta do inchaço, tanto na região abdominal quanto nos pés e dedos.

Tipo O: Aqui encaixam-se outros sintomas como acne, náuseas e alterações no funcionamento intestinal da mulher.

Como lidar com o período menstrual

A TPM é um período delicado para as mulheres, então, é preciso ter paciência com você e não se culpar por essas mudanças. Lembre-se de que elas são passageiras e daqui a pouco tudo estará bem. Para ajudar no avílio dos sintomas físicos, como a cólica, dor de cabeça e inchaço, você pode contar com chás ou analgésicos indicados pelo seu ginecologista.

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Dr. Alessandro Scapinelli – Ginecologista, membro da SOGESP (Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo) e FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia)

CRM:112810-SPTemas relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *