Golpe clona cartão do Bolsa Família para saque do auxílio emergencial; Veja como não cair

mudar atendimento inicial a pacientes com coronavírus
21 de maio de 2020
Chá de semente de melão: remédio caseiro para dor de estômago
22 de maio de 2020

A Polícia Federal alerta a população para um golpe de clonagem do cartão do Bolsa Família para retirada do valor referente ao auxílio emergencial de R$ 600. O golpe tem ocorrido em terminais eletrônicos.

Operação

Na terça-feira (19), a Polícia Federal em Vila Velha, no Espírito Santo, deflagrou uma operação e prendeu duas pessoas com 238 cartões clonados do Bolsa Família. Cerca de R$ 26 mil do auxílio emergencial de R$ 600 foram recuperados. O dinheiro havia sido retirado em saques indevidos dos beneficiários, através da clonagem e captação das senhas dos cartões.

Foram apreendidos dispositivos maliciosos e câmeras, que estavam instalados nas máquinas de autoatendimento de duas agências da Caixa Econômica Federal. Os suspeitos já haviam sido presos antes, por fraudes aplicando o mesmo golpe. Desta vez, eles responderão pelo crime de furto mediante fraude, cujas penas variam entre 2 a 8 anos de reclusão.

Entenda o Golpe

1º Falsa entrada do cartão magnético e filmagem

Nesta modalidade, os suspeitos usam fita adesiva para colocar um falso mecanismo de entrada do cartão magnético, que copia a trilha do cartão, aliado a uma microcâmera, que fica perto do teclado e filma a digitação da senha.

Após algum tempo, os criminosos voltam ao banco, retiram os equipamentos que foram colocados e depois confeccionam vários cartões do Bolsa Família com as trilhas capturadas. De posse das senhas, realizam saques em dinheiro do auxílio de 600 reais.

Alteração do terminal de autoatendimento

Os estelionatários geralmente usam as chamadas “frentes falsas”. Toda a parte frontal do terminal eletrônico é falsificada para simular a fachada de um caixa verdadeiro.

Um notebook é instalado por trás do equipamento, com um mecanismo interligado, tanto no local de introdução do cartão magnético, quanto no dispositivo do teclado, aliado a um programa que simula todas as principais operações bancárias, porém nunca consegue finalizar a transação, aparecendo sempre uma mensagem de erro.

A intenção dos bandidos é copiar e enviar via internet, por meio de um chip com modem, a trilha do cartão do Bolsa Família e a digitação da senha nas teclas alfa numérica.

Orientações

Devido à descoberta desse golpe, a Polícia Federal alertou e orientou para alguns cuidados que devem ser tomados:

  • Procure forçar ou puxar a parte da frontal do terminal ou a entrada do cartão magnético para sua direção, caso ele esteja clonado ou sobreposto por algum mecanismo malicioso, ele sairá facilmente.
  • Compare os terminais eletrônicos e veja se não existe algum dispositivo ou peças a mais do que os outros, isso pode ser um indicativo de que aquela máquina foi adulterada.
  • Lembre-se que os bandidos podem estar de fora da agência, por isso é importante, sempre que possível, fazer seus saques no horário comercial, quando o movimento de pessoas é maior, evitando o período noturno. Quando precisar realmente sacar dinheiro à noite, leve um ou mais acompanhantes adultos para que fiquem fora da cabine, como se estivessem na fila;
  • Tenha cuidado e atenção com os idosos desacompanhados – nunca permita que um idoso possa ir a uma agência bancária desacompanhado de um adulto da família ou de sua confiança, quando ele for realizar suas transações financeiras. Pela própria idade e habilidade em manusear equipamentos ele pode encontrar dificuldades, como seguir o passo a passo que o terminal eletrônico exige, dificuldade em colocar a senha e memorizá-la, visualizar o teclado, colocar suas digitais e tirar dúvidas, caso sua transação financeira não seja concretizada.
  • Proteja a sua senha. A sua senha libera acesso direto à sua conta e informações financeiras. Mude sempre e faça senhas fortes com letras maiúsculas e minúsculas e números. Memorize a senha e não deixe registrada por escrito em nenhum local.

O que fazer em caso de golpe

Quem tiver sido vítima de clonagem do cartão do Bolsa Família e teve dinheiro furtado deve entrar em contato urgente com o banco, por meio do SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente. Geralmente, a instituição financeira manda um funcionário de segurança privada ao local verificar o que está ocorrendo com o terminal e registra a ocorrência, enviando um relatório para a Polícia Federal.

Fonte – https://tvjornal.ne10.uol.com.br/tv-jornal-meio-dia/2020/05/21/golpe-clona-cartao-do-bolsa-familia-para-saque-do-auxilio-emergencial-veja-como-nao-cair-188884?fbclid=IwAR1wg0olOzzKOCl4JnAis8kv21j76nSZNefBLcTCbXu3Z8aTInLiISimL3A

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *