Detox intestinal aumenta imunidade, solta intestino e ajuda a emagrecer

Video Emancipação Política de Bom Jardim – PE
21 de julho de 2019
Dormir com alguma fonte de luz ligada pode facilitar ganho de peso
22 de julho de 2019

Para muitos especialistas o nosso intestino seria equivalente a um segundo cérebro. Essa constatação costuma ser feita porque o intestino é extremamente importante para o funcionamento do nosso organismo, de modo que, se ele é comprometido sentimos seus efeitos em todo o corpo.

Saúde do intestino

Maridav/Shutterstock

© Maridav/Shutterstock Maridav/Shutterstock

A nutricionista funcional Marianna Alves explica que o intestino é responsável por absorver água e nutrientes no corpo, assim como eliminar resíduos e até produzir vitaminas e parte da serotonina – hormônio ligado ao prazer e bem-estar. Quando há um desequilíbrio no trabalho das bactérias intestinal, processo conhecido como disbiose, todas as funções do órgão ficam comprometidas. Má alimentação, dieta pobre em fibras, vitaminas e antioxidantes além de estresse e baixa ingestão de água estão entre as principais causas deste problema.

Detox intestinal

Africa Studio/Shutterstock

© Africa Studio/Shutterstock Africa Studio/Shutterstock

Considerando a importância desse órgão para o nosso corpo, o detox intestinal consiste em uma limpeza no intestino realizada com o consumo de alimentos que facilitam a eliminação de toxinas por meio das fezes. Entre as vantagens, está o aumento na absorção de nutrientes e melhora no trânsito intestinal.

Por quanto tempo fazer?

SewCream/shutterstock

© SewCream/shutterstock SewCream/shutterstock

Nutricionistas afirmam que a dieta deve ser feita em intervalos mensais longos, como de seis em seis meses, às vezes quatro em quatro, para dar tempo de o organismo se recompor.

Benefícios

ssuaphotos/Shutterstock

© ssuaphotos/Shutterstock ssuaphotos/Shutterstock

A nutricionista Cyntia Maureen afirma que este detox consegue eliminar as toxinas do órgão e, com “intestino limpo”, há melhores benefícios para quem inicia uma nova dieta. Por isso, é um método utilizado por pessoas que vão iniciar uma nova dieta. Por facilitar o trânsito intestinal, esse procedimento também é benéfico para pessoas com constipação.

Riscos

Por seu efeito laxativo, o detox oferece riscos à saúde que devem ser considerados e consultados com um especialista. O procedimento pode levar à perda de nutrientes durante o processo de eliminação de fezes. De acordo com a nutricionista Ingrid Soares, pode ocorrer uma diarreia muito grande, o que provoca um quadro de desnutrição, ainda conforme a especialista, o processo de eliminação de água pelas fezes pode levar o corpo à desidratação.

CHAjAMP/Shutterstock

© CHAjAMP/Shutterstock CHAjAMP/Shutterstock

Além disso, esse tipo de detox pode sobrecarregar o trabalho dos rins e oferecer o efeito rebote ao trabalho dos intestinos, piorando os quadros intestinais.

Contraindicação

Pessoas com problemas intestinais, hemorroidas, gordura no fígado e problemas no estômago, além de idosos, crianças, gestantes e lactantes não devem realizar esse detox.

Fonte – https://www.msn.com/pt-br/saude/nutricao/detox-intestinal-aumenta-imunidade-solta-intestino-e-ajuda-a-emagrecer-como-fazer/ar-AAEweFG?li=AAggPNl

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *